Auxílio emergencial será pago em mais 5 parcelas de R$ 600. Veja quem pode

Auxílio emergencial será pago em mais 5 parcelas de R$ 600. Veja quem pode

O auxílio emergencial neste ano de 2022 foi liberado. No entanto, é importante deixar claro que nem todas as pessoas receberão as 5 parcelas de até R$600 que foram confirmadas pelo Governo Federal. O benefício, que trata de um pagamento retroativo, poderá ser sacado por pais solteiros.

Neste caso, o pai solteiro que recebeu as cinco parcelas básicas do Auxílio Emergencial no valor de R$ 600 em 2020, terá direito ao valor de R$ 3.000. Já quem passou a receber o benefício depois desse prazo, terá o valor correspondente aos meses que teve acesso na época.

Advertisement
Advertisement

A consulta dos novos pagamentos já está disponível no site da Dataprev. Os homens de direito devem acessar por meio do seu CPF o portal da Dataprev.

Auxílio emergencial: Quem poderá receber em 2022

Em suma, a cota extra será concedida apenas aos homens provedores de família monoparental inscritos no CadÚnico até o dia 2 de abril de 2020. Além disso, é preciso ter realizado o cadastro do programa pelas plataformas digitais até o dia 2 de julho de 2020, prazo final para inscrição no Auxílio Emergencial.

Advertisement

O Ministério da Cidadania analisa a condição de pagamento conforme o perfil de cada beneficiário. Veja a seguir:

  • Público do Cadúnico e Auxílio Brasil (antes Bolsa Família): a pasta verifica se o pai solteiro está cadastrado como Responsável Familiar e recebeu cota simples do Auxílio Emergencial, se não possui cônjuge ou companheira(o) e se há na família pelo menos uma pessoa menor de 18 anos;
  • Público inscrito pelo aplicativo e site: devido a impossibilidade de marcar a opção chefe de família no momento do cadastro, a equipe da cidadania analisa se o homem solteiro chefe de família que recebeu cota simples do benefício (R$ 600) não tem cônjuge ou companheiro(a), se há pelo menos uma pessoa menor de 18 anos na família e se não houve pagamento de cota dupla (R$ 1.200) para outra beneficiária ou marcação de chefe de família por outra pessoa do mesmo grupo familiar.

Cabe salientar que os novos pagamentos foram viabilizados devido a decisão do Congresso Nacional de derrubar o veto do presidente Jair Bolsonaro que impedia o público masculino de ter acesso as parcelas dobradas. A regra foi ampliada no mês de junho do ano passado.

Advertisement

De antemão, cabe salientar que as novas parcelas não se referem a uma prorrogação, mas sim de uma prestação de contas. A estimativa do Ministério da Cidadania é de que 1,3 milhão de pais solteiros sejam beneficiadas com o valor do auxílio em 2022.

Auxílio emergencial

O Governo Federal começou os pagamentos do seu Auxílio Emergencial ainda no início do ano de 2020. Na ocasião, o texto foi aprovado pelo Congresso Nacional. No decorrer daquele ano, o benefício chegou à casa de quase 70 milhões de pessoas.

Advertisement

Isso durou até dezembro de 2020. Entre os meses de janeiro e março de 2021, o Governo optou por não fazer mais nenhum tipo de pagamento do programa. Logo depois de muita pressão e piora da situação da pandemia, eles decidiram retomar os repasses em abril.

Nesta nova fase, aliás, o Auxílio Emergencial retornou em uma versão menor do projeto. De acordo com as informações do Ministério da Cidadania, desta vez os repasses chegaram em algo em torno de 39 milhões de pessoas fazendo pagamentos de no máximo R$ 378.

Advertisement

Governo vai liberar R$1.000 para quem estava no auxílio emergencial

Nesta quinta-feira, 17 de março, o presidente Jair Bolsonaro e toda a sua equipe vão realizar um grande evento em Brasília (DF) para anunciar um ‘pacotão’ de medidas econômicas. Uma delas será a liberação de um novo microcrédito de até R$1 mil para quem recebia o auxílio emergencial na pandemia.

Ao longo de 2022, o Governo Federal estima liberar R$165 bilhões à economia com as medidas que serão anunciadas nesta quinta. A criação de um programa de microcrédito está no papel para ser lançado. O benefício visa ajudar cidadãos que receberam o auxílio emergencial durante o período de pandemia causado pela Covid-19.

Advertisement

Pouco ainda se sabe sobre a liberação do novo microcrédito de até R$1 mil para quem recebeu o auxílio emergencial durante a pandemia da Covid-19. No entanto, nos bastidores, há uma expectativa que todos os valores do programa sejam focados em que recebeu o auxílio nos anos de 2020 e 2021.

Além disso, há informações preliminares de que o valor de até R$ 1 mil seja liberado para que trabalhadores possam investir em pequenos negócios. A quantidade de pessoas que serão beneficiadas com o microcrédito ainda não foi informado.

Advertisement

Advertisement

admin

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *