Casal é preso acusado de vender a própria filha de 11 anos e motivo deixa todos espantados; “Foram 3”

Casal é preso acusado de vender a própria filha de 11 anos e motivo deixa todos espantados; “Foram 3”

Um caso assustador tomou conta de todas as redes sociais e chocou os internautas de plantão. No Maranhão, a polícia civil chegou a prender um casal, pais de uma jovem de 11 anos, pois eles foram acusados de vender a própria filha. Assim que saiu a notícia a população ficou revoltada e os detalhes chocaram todos.

Segundo informações, eles cometeram o ato cruel de comprar 3 garrafas de cerveja. Agora o caso segue em investigação e os responsáveis detidos até segunda ordem. A jovem chegou a fugir da casa do seu comprador, porém os pais não a aceitaram de volta repletos de alegações fúteis.

Advertisement
Advertisement

Eles afirmam que a menina não é mais virgem e perdeu o direito de morar com eles. Os pais e o homem que comprou a menina foram presos em flagrante e todos vão responder por abandono de incapaz e estupro. A jovem passou por todos os exames e tudo foi comprovado. A menina agora está sob os cuidados das autoridades.

O conselho tutelar entrou no meio, e já tomou conhecimento de tudo. Agora enquanto a polícia investiga tudo, a garota ficará sob a tutela do conselho. Não foram revelados mais detalhes do crime cruel, no entanto nas redes sociais as pessoas detonaram a atitude dos pais da menina que não conseguiram nem proteger a jovem.

Advertisement

O crime por mais absurdo que pareça ser, não é novidade pois já existem diversos casos de pessoas viciadas que vendem os filhos para conseguir o que querem. Vale lembrar que há pouco tempo, um caso nos EUA tomou conta de todas as redes, onde uma jovem de 12 anos ficou grávida de um rapaz de 24 anos.

No Maranhão a população tentou até linchar o casal, por eles terem cometido uma atrocidade sem igual com a filha. O delegado que está a frente do caso, revelou que tudo será feito conforme manda a lei, mas revelou ter se assustado com o caso.

Advertisement

admin

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *